sexta-feira, 8 de julho de 2011

Hoje um texto

Boa tarde Meninassss
Hoje quero deixar um texto que li em um blog que estava passando....
Claro já estou seguindo...
Este texto tem uma semelhança enorme com tudo que penso, sinto e sofro....
Gostaria de compartilhar com vcssss.

ADOREI ESTE TEXTO DIZ MUITO DO EU REALMENTE DESEJO EXPRESSAR!!!!!

"Quem me conhece pessoalmente sabe que sou gorda. Quem me conhece há muito tempo sabe que eu era muito magra.
Engordei 20 kg depois da minha separação, mais problemas de saúde e todo o bla bla bla de gorda.
Quando eu era magra, tinha várias amigas, baladas e homens por perto. Engordei e tudo sumiu. No fim, me fez bem. Sei quem está perto de mim pelo que eu sou mesmo.
Afinal, meu caráter não mudou com a gordura. Já o de outras pessoas…
Me aceitei gorda, só falta vergonha na cara pra emagrecer. Não gosto de ser gorda, mas aprendi a conviver com isso e não fazer do corpo perfeito uma obsessão.
Aprendi a conviver com a opinião de outras pessoas, e se elas queriam jogar minha banha na minha cara, eu jogava as vergonhas delas direto na cara.
Exemplo: Minha família. Nos tradicionais almoços de domingo, assim que eu colocava o pé na casa dos meus avós não ouvia um “oi, tudo bem?”. Já ouvia um: “NOSSA, COMO VOCÊ ENGORDOU!” ou “MEU DEUS, VOCÊ ESTÁ UMA BOLA”. Isso doeu. Doeu demais. Como se eu tivesse deixado de ser a mesma Ana Claudia de sempre. Como se isso me descredenciasse como pessoa. Como se eu fosse inferior às minhas primas magérrimas.
Se eles jogavam na minha cara que eu era gorda, eu jogava na cara deles a gravidez na adolescência, as puladas de cerca, os falsos religiosos etc. Em um jantar de Natal eu passei dos limites e revelei pra duas pessoas que o irmão mais velho delas era bastardo, fruto de uma aventura. E que a mãe delas tinha 45 anos e não 50, como dizia ter só pra não saberem que foi mãe com 15 anos.
Aprendi, depois de engordar, a ser mais honesta com as pessoas. Dizem que fiquei mais intolerate, mas quem não ficaria?… Não me ofende que me chamem de gorda, até porque eu tenho espelho em casa. Ofende-me as pessoas me julgarem só por isso, sem me conhecerem realmente.
Pra quem não me conhece e me chama de gorda como isso fosse me ofender (o que acontece muito no twitter), digo: To pouco me fod**** pra você.
Outra coisa que me irrita, e muito, são aqueles caras que dizem adorar uma gordinha, dizem que é tudo de bom, e só andam com magras. Pera lá, amigo, cadê sua gordinha agora?
Ser gordinha não é ter quadril e peitão. Isso é ser curvilínea. Ser gordinha inclui braços grossos e uma barriga saliente. Não confunda nem pregue algo diferente. Não estou falando de obesidade mórbida, pois isso é doença. To falando de gordurinha mesmo.
É muito mais difícil hoje, solteira e gorda, eu encontrar um P.A. (pau amigo) do que antes. Mas encontro. E dos bons.
Alguns homens me vêem falando de sexo abertamente e logo pensam que estou disponível e sedenta por sexo (oh, boy, mais um assunto pra outra semana), mas não é assim que funciona. Ainda exijo respeito, apesar de manter relações estritamente sexuais nos últimos tempos.
Não sou objeto de tara, não sou feita de movimentos mecânicos.
Ainda sou uma mulher como qualquer outra, com mais inseguranças em relação ao corpo do que qualquer uma. Preciso ser tratada com carinho e respeito. É o mínimo que peço. Não ser subjulgada na hora do sexo, como sou quase todos os dias, quando eu ando na rua ou mesmo em um almoço de família.
Não sei, sinceramente, se quero mesmo emagrecer. Talvez operar os seios, pois prejudicam minha coluna e ficaram muito flácidos com a amamentação. Fora isso, estou muito bem. Minha saúde não corre risco, nem ocupo dois assentos em ônibus e avião.
Atualmente, a minha gordura anda incomodando mais as outras pessoas do que a mim mesma. Quem é gordinha pode reparar isso.
Aliás, se tiver algum (a) leitor (a) gordinho (a), peço que se pergunte: A quem mais incomoda sua gordura: a você ou aos outros? E por que você quer emagrecer? Por que você está incomodado com você mesmo, ou porque os outros se incomodam?
A sua felicidade e bem estar depende mesmo da opinião alheia, ou você anda valorizando outra coisa a não ser sua própria felicidade? Sua felicidade DEPENDE dos outros?
Pense nisso. Eu já tive homens maravilhosos, depois de gordinha, que minhas ‘amigas’ magras não tiverem. E por morrerem de inveja pararam de falar comigo.
Não digo que sou melhor que as magras, que isso fique claro. Mas TAMBÉM SOU MULHER, também tenho direito a tudo que elas têm, como amor, respeito, carinho, etc.
E também mereço que esses falsos admiradores de gordinhas revejam seus conceitos e percebam que curvas são diferentes de gorduras.
Agora dá licença, sai do caminho porque comigo aqui não passam duas pessoas nessa mesma porta. =*"

RETIRADO DO BLOG http://www.gordinhasassumidas.com.br/?p=9354
Beijos á todas, e continuem em passos firmes!!!

14 comentários:

Thássia S. disse...

só uma palavra: amei!

Júuh disse...

ameiii flor

vc gostou do meu novo layout ou o outro tava melhor????

Bjs

Patricia disse...

oi amiga, bom não acho que temos que ser cruéis por que são cruéis com a gente, isso não me deixaria mais feliz, não gosto de ser gorda, nem gostava antes quando era obesa, e as pessoas vinham me dizer que pena tem um rosto lindo pena que é gorda... mas acho que isso é pessoal, pessoalmente acho que uma boa terapia resolve algum dos problemas que tivemos e temos por sermos gordas em uma sociedade que o magro éque é bonito, não quero me contentar com menos quero tb ser normal, mas acho ela bem corajosa... bjão amiga e bom fim de semana pra vc...

Kinha disse...

Gostei muito do texto. Bom pra botar a mão na consciência e se perguntar o real motivo de querer emagrecer!
:)

Kinha disse...

Passando pra te desejar uma quinta light
:)

VIVI- vencendo a cada dia!!! disse...

Oi querida

Estava com saudades de vc...estava sumida, pq estava em mudança, mais agora que a internet chegou e ajeitei a casa, posso me dedicar ao blog..

E amiga, gostei do texto...as vezes me pergunto isso, pq apesar de aparentar magra em certos pontos do meu corpo, estou com uma barriga da cesarea que me incomoda muito....e me deixa triste...Ontem fui a praia e vi mulheres de biquinis com corpos mais cheinhos,e olha, estavam vivendo se divertindo, aproveitando o mar e nem ai....então muitas vezes me pergunto, até quando vamos nos cobrar tanto, ou a sociedade nos cobrar, pq é ela que nos cobra, nossos amigos e parentes. Vale a reflexão..

beijos e um ótimo início de semana

Kinha disse...

Saudades de seus posts!
:)

Bethânia disse...

Oi, como vai?/ Acho que vc está sumida assim como eu. Espero que volte, tb estou me reorganizando! Abraços!

Ana Christiane (Aninha) disse...

SAUDADESSSS DE VC PATY...ESPERO QUE ESTEJAS BEM!!!BJUSSSSS AMIGA FICA COM DEUS

Ana Christiane (Aninha) disse...

paty...amiga...espero que vc se enconte e volte logo..não deixe o blog de vez...coloque artigos, textos...vá mantendo ele atualizado...quando vc voltar a ter progressos( que sei que vai acontecer em breve) ai vc volta a postar!!! não os abandone amiga...vc é especial!!!!bjussssss adoro vc, adoro sua amizade e adoro seus bichinhos!!! pepe te ama muito!!!bjusssss fica com DEUS

Kinha disse...

Saudades de seus posts. Não suma!
:)

Rose disse...

SAUDADES VOLTEEEEEEEEEEEEEEEEEEE
BJINHUS

Rose disse...

Oi linda, jamais esqueço uma amizade sincera e boa como a sua, obrigada pelo carinho la no meu jardim, e quanto a este post ai, meu Deus que barbaro, volte logo viu, e pra ficar, bjinhus

Bruna Marques disse...

Oi Paty,
Lembro de vc sim minha flor,e q sumiço é este mulher..sumir não adianta nada, temos que nos unir e uma ajudar a outra e não importa se estacionou e não consegue caminhar estamos aqui para isso mesmo. Obrigada por ter mer procurado fiquei feliz, e espero q possa te ajudar, vou procurar a máteria do simular de caminhada e postar no meu bloguinho, amanhã tb vou postar uma matéria super interessante sobre acelerar o metabolismo dá um pulinho lá para ver.,
Um grande beijo e vamos juntas caminhar rumo ao SUCESSO.

/